Davos 2023: tecnologia irá afetar radicalmente 1,1 bilhão de empregos até 2030

Davos 2023: tecnologia irá afetar radicalmente 1,1 bilhão de empregos até 2030
1,1 bilhão de empregos serão radicalmente transformados pela tecnologia na próxima década — Foto: Getty Images

A informação está no estudo apresentado na Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial, realizado na Suíça

Por *Marc Tawil

Um ano atrás, o Fórum Econômico mais importante do mundo, o de Davos, na Suíça, começava com alertas de: uma recessão global; salários estagnados; inflação; e aumento do desemprego em mercados emergentes.

Parte significativa das previsões, para não dizer todas, se concretizou. E a reunião deste ano, que começou ontem, se dá em meio a um elevado custo de vida, choques na cadeia de suprimentos, aumento da inflação e a uma crise energética e alimentar nutrida pelo conflito entre Rússia e Ucrânia.

Segundo os economistas e líderes entrevistados em Davos 2023, o retrato é tão preocupante, quanto desafiador:

  • 1,1 bilhão de empregos serão radicalmente transformados pela tecnologia na próxima década
  • 1/3 da economia mundial deve entrar em recessão em 2023
  • -1% foi a queda real dos salários mensais globais no primeiro semestre de 2022
  • 4 milhões de americanos deixaram seus empregos em outubro de 2022
  • 70% dos empregos e do PIB global vêm do esforço das PMEs
  • 78% dos entrevistados pela publicação Chief Economists Outlook esperam que as empresas demitam para cortar custos neste ano

Como se vê, faltam respostas e sobram perguntas: como fica a dinâmica entre empregadores e empregados na crise? De onde virão os empregos verdes do futuro e como garantir que trabalhadores tenham as habilidades certas para realizá-los? A semana de quatro dias pode resolver os desafios globais que enfrentamos hoje?

SoulCode + Gran

Da demissão silenciosa aos grandes cortes, passando pelas imensas transições geradas pela tecnologia, os tópicos de Davos 2023 estão condensados no tema principal “Cooperação em um mundo fragmentado”. Os líderes globais discutirão como moldar novos contratos sociais, apoiando o investimento em educação, habilidades e saúde, para permitir a mobilidade social e economias preparadas para o futuro.

Ainda terão destaque em Davos 2023 as consequências da pandemia da Covid-19 e seus impactos profundos nos mercados de trabalho, com milhões de trabalhadores deixando seus empregos e empregadores enfrentando escassez de mão de obra.

Avançar para uma economia de baixa emissão de carbono deve exigir, segundo os especialistas reunidos, a criação de milhões de empregos “verdes”. “Quem irá criar esses empregos” e “como garantir que os profissionais tenham as skills certas para fazer a transição” são dúvidas que surgem no horizonte.

A transição sustentável, aliada aos avanços tecnológicos, mudará a demografia e as cadeias de valor nos mercados de trabalho nos próximos cinco anos?

Tudo indica que sim.

*Marc Tawill é estrategista de Comunicação, palestrante e educador, Nº 1 LinkedIn Top Voices, LinkedIn Creator e Instrutor Oficial do LinkedIn Learning, com mais de 13 mil alunos treinados na plataforma. Palestrante profissional nas áreas de Futuro do Trabalho, Futuro da Comunicação, Web3, Autoridade Digital, Evolução das Marcas e Sociedade 5.0, Tawil é quatro vezes TEDxSpeaker e mestre de cerimônia TEDx. Colunista de Época Negócios e da Eletromídia Out Of Home, atua como Master Expert (curador) na HSM University e LinkedIn Expert em O Novo Mercado. Em 2023, publica pela editora HarperCollins Brasil o livro “Seja Sua Própria Marca”.

Continue lendo essa matéria em https://epocanegocios.globo.com/colunas/futuro-do-trabalho/noticia/2023/01/davos-2023-tecnologia-ira-afetar-radicalmente-11-bilhao-de-empregos-ate-2030.ghtml

1 comentário em “Davos 2023: 1,1 bilhão de empregos afetados até 2030”

  1. Pingback: MIT e SoulCode se unem para fomentar a inclusão digital | Blog da Soulcode

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: